ISA CTEEP inicia obra do trecho subterrâneo e da Subestação Ratones da Interligação Elétrica Biguaçu, em Florianópolis

  • Com o projeto, Florianópolis passa a contar com três sistemas de transmissão, reduzindo o risco de interrupção no fornecimento de energia, devido à instalação de dois circuitos de 230 kV; 

  • Subestação Ratones terá equipamentos para reduzir ruídos emitidos pelo seu funcionamento; 

  • O trecho subterrâneo tem extensão aproximada de 4 km entre o bairro de Santo Antônio de Lisboa e a Subestação Ratones, ambos em Florianópolis; 

  • Expectativa é contratar cerca de 230 profissionais locais durante todo o projeto. 

São Paulo, 23 de abril de 2021 – A ISA CTEEP, transmissora privada de energia elétrica, iniciou as obras da linha de transmissão subterrânea da Interligação Elétrica (IE) Biguaçu, localizada no estado de Santa Catarina, após obtenção da Licença Ambiental de Instalação emitida pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA). O investimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) de todo o projeto é de R$ 641 milhões e o prazo estipulado pelo regulador para energização é setembro de 2023. 

O empreendimento, arrematado no lote 01 do leilão de transmissão realizado em junho de 2018, conta com a ampliação de uma subestação e a construção de outra e de uma linha de transmissão de 230 kV com dois circuitos de 28 km cada, incluindo trechos aéreos, submarinos e subterrâneos.  

Com dois circuitos de 230 kV de extensão aproximada de 4 km, o trecho subterrâneo está localizado nos bairros de Santo Antônio de Lisboa e Ratones, em Florianópolis, entre o Caminho dos Açores até a Subestação Ratones, que também está sendo construída pela companhia e terá capacidade instalada de 300 MVA, com dois transformadores de 150 MVA, garantindo a segurança do abastecimento de aproximadamente 210 mil pessoas ao ano. Toda a obra será executada em horário comercial, de segunda a sexta-feira, podendo haver alguma atividade aos finais de semana para reduzir o tempo de obra na região. 

A implantação da linha de transmissão subterrânea, estabelecida no edital do leilão da ANEEL 002/2018, visa a aumentar a confiabilidade sistêmica e a minimizar a interferência da linha de transmissão em áreas povoadas da cidade, além de apresentar inúmeras vantagens, como a proteção contra intempéries da natureza, menos risco de queda de energia e menor manutenção. Da mesma forma, a Subestação Ratones foi planejada para um local com o menor impacto possível para a população no entorno e contará com equipamentos específicos para reduzir ruídos emitidos pelo seu funcionamento. 

Após o término da obra, para janeiro de 2022, a companhia realizará a reconstrução do asfalto e bloquetes, conforme estava antes da obra, e manutenções periódicas das estradas de acesso à Subestação e nas faixas de servidão.  

 Trecho subterrâneo da Interligação Elétrica Biguaçu 

Benefícios para a região 

Seguindo o critério de contingência das capitais do Brasil, Florianópolis deve ser abastecida por dois ou mais sistemas de transmissão. Atualmente, o município tem apenas um interligado à rede básica. Com o projeto, serão três, evitando a interrupção do fornecimento de energia, em caso de saída de operação dos circuitos existentes. 

“A obra visa à maior segurança e confiabilidade no fornecimento de energia elétrica na região metropolitana de Florianópolis, mitigando o risco de novo apagão no local, a exemplo do ocorrido em 2003 e que durou 55 horas consecutivas”, explica Dayron Urrego, diretor executivo de projetos da ISA CTEEP. 

Com o aumento da oferta de energia para toda a região, o projeto ampliará o desenvolvimento econômico, social e tecnológico do Estado, além de atrair novos empreendimentos para Santa Catarina, suportando o aumento de cargas decorrente da expansão das atividades econômicas na região. 

Para a execução do projeto, a expectativa da empresa é contratar cerca de 230 profissionais locais. Até o momento, já foram contratadas 195 pessoas. 

 Sobre a ISA CTEEP 

Com uma equipe de cerca de 1.400 colaboradores, a ISA CTEEP está presente em 17 estados do Brasil, operando uma complexa rede de transmissão por onde trafegam 33% de toda energia elétrica transmitida no País e 94% no Estado de São Paulo. Seu sistema elétrico é composto por mais de 20 mil quilômetros de linhas de transmissão e 140 subestações (ativos em operação e em construção). Privatizada em 2006, o principal acionista é o Grupo ISA, que detém 35,82% do capital total.  

Informações para a mídia    

CDI Comunicação  

Andresa de Oliveira – andresa.oliveira@cdicom.com.br  

(11)3817-7919 | cel. (19) 99771-7745 

Márcia Avruch – marcia.avruch@cdicom.com.br 

(11) 3819-7964 | (11) 98397-7805 

 

 

 

 

Voltar