Queimadas causaram aumento de 400% no número de ocorrências em linhas de transmissão de energia

De acordo com levantamento do Centro de Operações da ISA CTEEP, foram registradas cerca de 133 interrupções de energia no ano de 2020
 
São Paulo, 17 de março de 2021 - Os incêndios e queimadas irregulares estão entre as principais causas de desligamentos forçados na rede de transmissão de energia elétrica. De acordo com a ISA CTEEP, maior transmissora privada de energia elétrica do país, foram registradas, de janeiro a dezembro de 2020, aproximadamente 133 ocorrências com queimadas próximas às linhas da empresa, um aumento de cerca de 400% em relação ao mesmo período de 2019. Dentre as cidades mais impactadas estão Araraquara, Ribeirão Preto, Bauru e Mirassol, no interior do estado de São Paulo.


 

“Não só o fogo, mas também a fuligem e a fumaça provocadas pelos incêndios são responsáveis pelas interrupções no fornecimento de energia às distribuidoras locais. Por isso, é necessário conscientizar a população para que utilizem outros métodos de poda e limpeza de terrenos, que não seja a queimada”, afirma Gabriela Desiré, diretora executiva de operações da ISA CTEEP.
 
À esquerda, pós-queimada embaixo de linha de transmissão, na região de Ribeirão Preto. À direita, término de incêndio próximo à linha de transmissão, no município de Bauru. Ambas ocorreram em outubro de 2020.
 
De acordo com o Decreto 2.661, de julho de 1998, é proibido atear fogo em uma faixa de cinco metros dos limites de segurança das linhas de transmissão de energia e de 100 metros ao redor das subestações. Por isso, quem não respeitar a lei está sujeito às penalidades previstas na legislação.
 
Para prevenir incêndios, no auge do período da seca, entre julho e novembro, a transmissora desenvolve anualmente uma campanha de comunicação para conscientização da população. No último ano, elaborou uma série de dicas, como não acender velas ou fogueiras próximo à vegetação; não atear fogo com o objetivo de limpar a área; não jogar bitucas de cigarro; não soltar balões, dentre outras. Todas as dicas podem ser acessadas no site (http://queimadas.isacteep.com.br/). Também é disponibilizado o canal Fale Conosco que possibilita receber informações ou denúncias de queimadas próximas às linhas de transmissão (http://www.isacteep.com.br/pt/canais-e-servicos/fale-conosco).
 
Além disso, a empresa está investindo em mecanismos e procedimentos de fiscalização responsiva, como o uso da plataforma de monitoramento de descargas atmosféricas do Clima Tempo. Além do monitoramento meteorológico realizado, a ferramenta também identifica queimadas ao longo das linhas de transmissão, ajudando a atuar preventivamente e a identificar a causa do desligamento, já que, dependendo da proporção do incêndio, não há tempo de o Corpo de Bombeiros atuar antes.
 
Sobre a ISA CTEEP
Com uma equipe de cerca de 1.400 colaboradores, a ISA CTEEP está presente em 17 estados do Brasil, operando uma complexa rede de transmissão por onde trafegam 33% de toda energia elétrica transmitida no País e 94% no Estado de São Paulo. Seu sistema elétrico é composto por mais de 20 mil quilômetros de linhas de transmissão e 140 subestações (ativos em operação e em construção). Privatizada em 2006, o principal acionista é o Grupo ISA, que detém 35,82% do capital total.
 
Sobre a EVRECY
Caracterizada como uma empresa subsidiária 100% ISA CTEEP, a EVRECY Participações Ltda é uma empresa de transmissão de energia com atuação nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.
 
Informações para a mídia 
CDI Comunicação
Andresa de Oliveira – andresa.oliveira@cdicom.com.br
(11) 3817-7919
Márcia Avruch – marcia.avruch@cdicom.com.br
(11) 3819-7964
Voltar